Descrição da Rede de Atenção à Saúde para o Controle do Câncer em Crianças e Adolescentes no Município do Rio de Janeiro

  • Monique Abreu Silvino Seção de Oncologia Pediátrica do Instituto Nacional de Câncer José Gomes Alencar da Silva (INCA). Rio de Janeiro (RJ), Brasil.
  • Fabiano Saldanha Gomes de Oliveira Departamento de Planejamento e Administração em Saúde do Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IMS/Uerj). Rio de Janeiro(RJ), Brasil.
  • Cid Manso de Mello Vianna Departamento de Planejamento e Administração em Saúde do IMS/Uerj. Rio de Janeiro (RJ), Brasil. 
  • Tania França Departamento de Planejamento e Administração em Saúde do IMS/Uerj. Rio de Janeiro (RJ), Brasil.
  • Gerson Nunes da Cunha Departamento de Informática da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec). Petrópolis (RJ), Brasil. Rio de Janeiro (RJ), Brasil. 
Palavras-chave: Neoplasias, Crianças, Adolescentes, Serviços de Saúde, Gestão em Saúde

Resumo

Introdução: O câncer em crianças e adolescentes é a primeira causa de mortes por doença na faixa etária de 0-19 anos. O atraso na identificação dos sinais e sintomas e a demora no encaminhamento das suspeitas diagnósticas podem alterar negativamente o prognóstico e serem responsáveis por um tratamento mais agressivo. Objetivo: Este estudo objetivou conhecer a estrutura, o funcionamento e os fluxos de acesso da Rede de Atenção à Saúde (RAS) para o controle do câncer em crianças e adolescentes no município do Rio de Janeiro. Método: Trata-se de um estudo descritivo, que utilizou dados públicos de documentos, boletins on-line e dos sistemas de informações, para descrever e mostrar a diagramação das informações sobre essa RAS. Resultado: Os resultados mostram uma capacidade instalada que contempla as normativas, a existência de fluxos ordenados pela atenção primária em saúde, a regulação da assistência com oferta parcial da disponibilidade ambulatorial e hospitalar de diagnóstico e o tratamento do câncer infantojuvenil. Conclusão: Esta pesquisa aponta a fragmentação dos sistemas de acesso dentro da RAS, a necessidade de atualização dos sistemas de informação relacionados ao câncer e indica que estudos de análise do cenário atual e a prospecção de cenários futuros podem melhorar o funcionamento atual, além de auxiliar na construção dos fluxos de saída dos hospitais habilitados.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-05-21
Como Citar
1.
Abreu Silvino M, Saldanha Gomes de Oliveira F, Manso de Mello Vianna C, França T, Nunes da Cunha G. Descrição da Rede de Atenção à Saúde para o Controle do Câncer em Crianças e Adolescentes no Município do Rio de Janeiro. Rev. Bras. Cancerol. [Internet]. 21º de maio de 2020 [citado 5º de agosto de 2021];66(2):e-05306. Disponível em: https://rbc.inca.gov.br/revista/index.php/revista/article/view/306
Seção
ARTIGO ORIGINAL