Principal Causa de Mortalidade na População Adulta: Municípios Produtores de Tabaco versus Urbanizados

Autores

  • Lucimare Ferraz Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). São Paulo, Brasil. Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó) e Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). Chapecó (SC), Brasil.
  • Marciane Kessler Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) , Rio Grande do Sul(RS), Brasil.
  • Letícia de Lima Trindade Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó) e Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). Chapecó, Santa Catarina (SC), Brasil.
  • Vanessa da Silva Corralo Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Santa Maria (RS), Brasil. Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó). Chapecó (SC), Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.32635/2176-9745.RBC.2014v60n3.469

Palavras-chave:

Mortalidade, Adulto, Agricultura, Tabaco, Neoplasias, População Urbana

Resumo

Introdução: Conhecer os indicadores de mortalidade propicia aos gestores e profissionais de saúde o diagnóstico situacional do processo saúde e doença de uma população. Objetivo: Apresentar a principal causa de mortalidade da população adulta entre os municípios com maior produção de tabaco e os municípios com maior proporção de população urbana da Região Oeste Catarinense. Método: Estudo transversal, descritivo, com abordagem quantitativa, por meio da busca de dados no Sistema de Informação de Mortalidade da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina, no período de janeiro de 2011 a dezembro de 2012. Compararam-se os dados sobre mortalidade de indivíduos de ambos os sexos, com idade entre 20 e 59 anos dos tres municípios com maior produção de tabaco e os tres municípios mais urbanos da Região Oeste. Foram selecionadas as variáveis “causas capítulos”, “sexo” e “percentagem de óbitos por causa”. Resultados: Foi verificada maior proporção de mortalidade por causas externas nos municípios mais urbanos, relacionados aos acidentes de transito, agressões e suicídio. Nos municípios caracterizados pela maior produção de tabaco, as neoplasias representam a principal causa de mortalidade (36,9% dos óbitos), relacionados principalmente ao sistema digestório, respiratório, tegumentar e nervoso central. Conclusão: O principal motivo das mortes na população adulta nos municípios mais urbanos da Região Oeste de Santa Catarina e a causa externa e nos municípios com maior produção de tabaco e a neoplasia. Indicando que pode haver uma associação entre a exposição laboral no cultivo de tabaco e a morte precoce por cancer.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-09-30

Como Citar

1.
Ferraz L, Kessler M, de Lima Trindade L, da Silva Corralo V. Principal Causa de Mortalidade na População Adulta: Municípios Produtores de Tabaco versus Urbanizados. Rev. Bras. Cancerol. [Internet]. 30º de setembro de 2014 [citado 8º de agosto de 2022];60(3):231-7. Disponível em: https://rbc.inca.gov.br/index.php/revista/article/view/469

Edição

Seção

ARTIGO ORIGINAL