Medidas de Biossegurança na Administração de Quimioterapia Antineoplásica: Conhecimento dos Enfermeiros

Autores

  • Anne Rodrigues Ferreira Programa de Residência Multiprofissional do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA). Rio de Janeiro (RJ), Brasil.
  • Elaine Barros Ferreira Programa de Pós-Graduação em Enfermagem (PPG-Enfermagem) da Faculdade de Ciências da Saúde (FS) da UnB. Brasília (DF), Brasil
  • Monica Chiodi Toscano de Campos Departamento de Enfermagem da FS/UnB. Brasília (DF), Brasil
  • Paula Elaine Diniz dos Reis Departamento de Enfermagem e do PPG-Enfermagem da FS/ UnB. Brasília (DF) https://orcid.org/0000-0002-9782-3366
  • Christiane Inocêncio Vasques Departamento de Enfermagem e do PPG-Enfermagem da FS/ UnB. Brasília (DF), Brasil

DOI:

https://doi.org/10.32635/2176-9745.RBC.2016v62n2.169

Palavras-chave:

Riscos Ocupacionais, Quimioterapia, Exposição Ocupacional

Resumo

Introdução: A exposição ocupacional às propriedades citotóxicas da quimioterapia implica em riscos à saúde desses profissionais, podendo causar alterações agudas ou crônicas oriundas do manuseio dos agentes antineoplásicos em longo prazo. Objetivo: Identificar o conhecimento de enfermeiros a respeito das medidas de biossegurança para administração de quimioterapia. Método: Estudo descritivo transversal com enfermeiros de um hospital geral. A coleta de dados ocorreu por meio de questionário autoaplicado e os dados foram analisados através de medidas de tendência central, dispersão e correlações. Resultados: Trinta enfermeiros participaram do estudo e 23 deles informaram nunca ter recebido capacitação para trabalhar com quimioterápicos. O escore médio de conhecimento dos participantes foi 27,6 de um total possível de 37 pontos. Conclusão: Os enfermeiros da instituição pesquisada apresentam conhecimento parcialmente adequado à recomendações de biossegurança. A identificação de lacunas no conhecimento pode orientar o desenvolvimento de protocolos e programas de capacitação, aspecto fundamental atualmente, haja vista o elevado número de pacientes com câncer internados em unidades de clínica médica em hospitais gerais

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-06-30

Como Citar

1.
Ferreira AR, Ferreira EB, de Campos MCT, dos Reis PED, Vasques CI. Medidas de Biossegurança na Administração de Quimioterapia Antineoplásica: Conhecimento dos Enfermeiros. Rev. Bras. Cancerol. [Internet]. 30º de junho de 2016 [citado 6º de outubro de 2022];62(2):137-45. Disponível em: https://rbc.inca.gov.br/index.php/revista/article/view/169

Edição

Seção

ARTIGO ORIGINAL

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)