Tendência Temporal da Cobertura de Mamografias no Sistema Único de Saúde, Brasil, 2010-2019

Autores

  • Luciana Leite de Mattos Alcantara Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppe/UFRJ). Rio de Janeiro (RJ), Brasil. https://orcid.org/0000-0003-2309-6976
  • Jeane Tomazelli Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA). Rio de Janeiro (RJ), Brasil. https://orcid.org/0000-0002-2472-3444
  • Fernanda Rodrigues Gonçalves Zeferino Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro (SMS-RJ). Rio de Janeiro (RJ), Brasil.
  • Beatriz Fátima Alves de Oliveira Fundação Oswaldo Cruz do Piauí (Fiocruz-PI). Teresina (PI), Brasil.
  • Gulnar Azevedo e Silva Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). Rio de Janeiro (RJ), Brasil. https://orcid.org/0000-0001-8734-2799

DOI:

https://doi.org/10.32635/2176-9745.RBC.2022v68n3.2407

Palavras-chave:

neoplasias da mama, detecção precoce de câncer, estudos de séries temporais, indicadores básicos de saúde, avaliação em saúde

Resumo

Introdução: O câncer de mama no Brasil apresenta elevadas taxas de incidência e mortalidade apesar da tendência de redução da mortalidade em algumas Regiões. Objetivo: Descrever a tendência da cobertura de mamografias de rastreamento nas Macrorregiões e Estados brasileiros e identificar a influência de Políticas Nacionais voltadas ao controle do câncer de mama entre 2010-2019. Método: Foi calculada a razão entre mamografias de rastreamento na faixa etária de 50-69 anos por local de residência e subtraída a população das residentes com plano de saúde na faixa etária e no período referidos. A tendência foi avaliada pelo modelo de regressão Joinpoint. Resultados: A cobertura aumentou no Brasil de 2010-2014 e apresentou queda de 2014-2019, com aumento na proporção de exames realizados na população-alvo. Esse padrão foi observado nas demais Regiões, exceto na Centro-Oeste, porém com ano de mudança da tendência diferente. Foram identificados dois pontos de mudança no país: de 2010-2014, com tendência crescente (APC 8,7, IC 95% 6,2; 11,3), e de 2014-2019, com tendência decrescente (APC -4,2, IC 95% -5,7; -2,7), ambos significantes. A Região Nordeste foi a única com três pontos de mudança de tendência: 2010-2012 (APC 30,3, IC 95% 22,9; 38,2), 2012-2017 (APC 4,7, IC 95% 3,0; 6,4) e 2017-2019 (APC -14,9, IC 95% -19,7; - 9,8). Não foi identificada tendência para a Região Centro-Oeste. Conclusão: Houve crescimento na proporção de mamografias de rastreamento realizadas na população-alvo no período, para Brasil e Regiões, e tendência de redução na cobertura da mamografia a partir de 2014. Esses resultados indicam priorização da população-alvo do programa nas ações de rastreamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Sung H, Ferlay J, Siegel RL, et al. Global cancer statistics 2020: GLOBOCAN estimates of incidence and mortality worldwide for 36 cancers in 185 countries. CA Cancer J Clin. 2021;71(3):209-249. doi: https://doi.org/10.3322/caac.21660

DeSantis CE, Bray F, Ferlay J, et al. International variation in female breast cancer incidence and mortality rates. Cancer Epidemiol Biomarkers Prev. 2015;24(10):1495-506. doi: https://doi.org/10.1158/1055-9965.EPI-15-0535

Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. Estimativa 2020: incidência de câncer no Brasil [Internet]. Rio de Janeiro: INCA; 2019. Disponível em: https://www.inca.gov.br/sites/ufu.sti.inca.local/files//media/document//estimativa-2020-incidencia-decancer-no-brasil.pdf

Atlas On-line de Mortalidade [Internet]. Rio de Janeiro: Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. c1996-2014 - [acesso 2016 jan 4]. Disponível em: https://mortalidade.inca.gov.br/MortalidadeWeb/

Azevedo e Silva G, Jardim BC, Ferreira VM, et al. Mortalidade por câncer nas capitais e no interior do Brasil: uma análise de quatro décadas. Rev Saúde Pública. 2020;54:126. doi: https://doi.org/10.11606/s1518-8787.2020054002255

Instituto Nacional de Câncer. Controle do câncer de mama: documento de consenso [Internet]. Rio de Janeiro: INCA; 2004 [acesso 2022 jul 13]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/Consensointegra.pdf

Ministério da Saúde (BR), Gabinete do Ministro. Portaria nº 399, de 22 de fevereiro de 2006. Divulga o Pacto pela Saúde 2006 - Consolidação do SUS e aprova as Diretrizes Operacionais no Referido Pacto [Internet]. Diário Oficial da União, Brasília, DF. 2006 fev 23 [acesso 2022 jul 13];Seção 1:43. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2006/prt0399_22_02_2006.html

Ministério da Saúde (BR), Gabinete do Ministro. Portaria nº 2.918, de 13 de novembro de 2007. Exclui e altera procedimentos da Tabela - SIA/SUS e SIH/SUS [Internet]. Diário Oficial da União, Brasília, DF. 2006 fev 23 [acesso 2022 jul 13]; Seção 1:43. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2007/prt2918_13_11_2007.html

Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Atenção à Saúde. Portaria nº 779, de 31 de dezembro de 2008. Define como sistema de informação oficial do Ministério da Saúde, a ser utilizado para o fornecimento dos dados informatizados dos procedimentos relacionados ao rastreamento e a confirmação diagnóstica do câncer de mama, o Sistema de Informação do Controle do Câncer de Mama (SISMAMA) [Internet]. Diário Oficial da União, Brasília, DF. 2009 jan 2 [acesso 2022 jul 13];Seção 1:38. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/sas/2008/prt0779_31_12_2008.html

Ministério da Saúde (BR), Gabinete do Ministro. Portaria nº 1.183, de 3 de junho de 2009. Altera a Tabela de Procedimentos, Medicamentos e Órteses, Próteses e Materiais Especiais - OPM do SUS [Internet]. Diário Oficial da União, Brasília, DF. 2009 jun 4 [acesso 2022 jul 13]; Seção 1:45. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2009/prt1183_03_06_2009.html

Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Atenção à Saúde. Portaria nº 126, de 24 de fevereiro de 2014. Altera o nome ou a descrição de procedimentos na Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do Sistema Único de Saúde [Internet]. Diário Oficial da União, Brasília, DF. 2014 fev 25 [acesso 2022 jul 13]; Seção 1:104. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/sas/2014/prt0126_24_02_2014.html

SAI/SUS: Sistema de Informação Ambulatorial [Internet]. Brasília, DF: DATASUS. [data desconhecida] – [acesso 2020 set 29]. Disponível em: https://datasus.saude.gov.br/acesso-a-informacao/producao-ambulatorial-sia-sus

ANS TabNet: Informações em Saúde Suplementar [Internet]. Rio de Janeiro: ANS. [data desconhecida] – [acesso 2020 set 29]. Disponível em: http://www.ans.gov.br/anstabnet/cgi-bin/dh?dados/tabnet_cc.def

R: The R Project for Statistical Computing [Internet]. Version 2.1.2. [place unknown]: The R foundation. 2021 Nov 1 - [released 2022 June 6; cited 2020 Sept 29]. Available from: https://www.R-project.org

Joinpoint Trend Analysis [Internet]. Version 4.8.0.1. Bethesda (MD): National Cancer Institute. 2020 Apr 22 – [cited 2022 July 13]. Available from: https://surveillance.cancer.gov/joinpoint/

Kim HJ, Fay MP, Feuer EJ, et al. Permutation tests for joinpoint regression with applications to cancer rates. Stat Med. 2000;19(3):335-51. doi: https://doi.org/10.1002/(SICI)1097-0258(20000215)19:3%3C335::AID-SIM336%3E3.0.CO;2-Z. Erratum in: Stat Med 2001 Feb28;20(4):655.

Conselho Nacional de Saúde (BR). Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012. Aprova as diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos [Internet]. Diário Oficial da União, Brasília, DF. 2013 jun 13 [acesso 2022 jul 13]; Seção 1:59. Disponível em: https://conselho.saude.gov.br/resolucoes/2012/Reso466.pdf

Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. Diretrizes para a detecção precoce do câncer de mama no Brasil [Internet]. Rio de Janeiro: INCA; 2015 [acesso 2022 jul 13]. Disponível em: https://www.inca.gov.br/sites/ufu.sti.inca.local/files//media/document//diretrizes_deteccao_precoce_cancer_mama_brasil.pdf

Dehkordy SF, Hall KS, Roach AL, et al. Trends in breast cancer screening: impact of U.S. preventive services task force recommendations. Am J Prev Med. 2015;49(3):419-22. doi: https://doi.org/10.1016/j.amepre.2015.02.017

Wolf AB, Brem RF. Decreased mammography utilization in the United States: Why and How can we reverse the trend? AJR Am J Roentgenol. 2009;192(2):400-2. doi: https://doi.org/10.2214/AJR.08.1873

Breen N, Cronin KA, Meissner HI, et al. Reported drop in mammography: Is this cause for concern? Cancer. 2007;109(12):2405-9. doi: https://doi.org/10.1002/cncr.22723

Trivedi AN, Rakowski W, Ayanian JZ. Effect of cost sharing on screening mammography in Medicare health plans. N Engl J Med. 2008;358(4):375-83. doi: https://doi.org/10.1056/NEJMsa070929

Zbuk K, Anand SS. Declining incidence of breast cancer after decreased use of hormone-replacement therapy: magnitude and time lags in different countries. J Epidemiol Community Health. 2012;66(1):1-7. doi: https://doi.org/10.1136/jech.2008.083774

Kalager M, Zelen M, Langmark F, et al. Effect of Screening Mammography on Breast-Cancer Mortality in Norway. N Engl J Med. 2010;363(13):1203-10. doi: https://doi.org/10.1056/NEJMoa1000727

Ministério da Saúde (BR), Gabinete do Ministro. Portaria nº 3.394, de 30 de dezembro de 2013. Institui o Sistema de Informação de Câncer (SISCAN) no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) [Internet]. Diário Oficial da União, Brasília, DF. 2013 dez 31 [acesso 2022 jul 13];Seção 1:57. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2013/prt3394_30_12_2013.html

Instituto Nacional de Câncer José de Alencar Gomes da Silva. Monitoramento das ações de controle dos cânceres do colo do útero e de mama. Bol Inf Detecção Precoce [Internet]. 2020 [acesso 2020 set 29];11(1):1-4. Disponível em: https://www.inca.gov.br/sites/ufu.sti.inca.local/files//media/document//informativo_numero1_2020.pdf

Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ): manual instrutivo [Internet]. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2012 [acesso 2022 jul 13]. (Série A. Normas e Manuais Técnicos). Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/geral/manual_instrutivo_pmaq_site.pdf

Ministério da Saúde (BR), Gabinete do Ministro. Portaria nº 874, de 16 de maio de 2013. Institui a Política Nacional para a Prevenção e Controle do Câncer na Rede de Atenção à Saúde das Pessoas com Doenças Crônicas no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) [Internet]. Diário Oficial da União, Brasília, DF. 2013 maio 17 [acesso 2022 jul 13]; Seção 1:129. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2013/prt0874_16_05_2013.html

Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da, Silva. Diretrizes para a detecção precoce do câncer de mama no Brasil [Internet]. Rio de Janeiro: INCA; 2015 [acesso 2022 jul 13]. Disponível em: https://www.inca.gov.br/sites/ufu.sti.inca.local/files//media/document//diretrizes_deteccao_precoce_cancer_mama_brasil.pdf

Nogueira MC, Fayer VA, Corrêa CSL, et al. Inequities in access to mammographic screening in Brazil. Cad Saúde Pública. 2019;35(6):e00099817. doi: https://doi.org/10.1590/0102-311X00099817

Marmot MG, Altman DG, Cameron DA, et al. The benefits and harms of breast cancer screening: an independent review. Br J Cancer. 2013;108(11):2205-40. doi: https://doi.org/10.1038/bjc.2013.177

Instituto Nacional de Câncer. Nota Técnica: solicitação de mamografia de rastreamento por enfermeiros [Internet]. Rio de Janeiro: INCA; 2009 jun 6 [acesso 2022 jul 13]. Disponível em: https://www.inca.gov.br/sites/ufu.sti.inca.local/files//media/document//notatecnica-solicitacao-mamografia-pelo-enfermeiro.pdf

Barbosa YC, Oliveira AGC, Rabêlo PPC, et al. Fatores associados à não realização de mamografia: Pesquisa Nacional de Saúde, 2013. Rev Bras Epidemiol. 2019;22:e190069. doi: https://doi.org/10.1590/1980-549720190069

Gonçalves LLC, Travassos GL, Almeida AM, et al. Barriers in health care to breast cancer: perception of women. Rev Esc Enferm USP. 2014;48(3):394-400. doi: https://doi.org/10.1590/S0080-623420140000300002

dos-Santos-Silva I. Políticas de controle do câncer de mama no Brasil: quais são os próximos passos? Cad Saúde Pública. 2018;34(6):e00097018. doi: https://doi.org/10.1590/0102-311X00097018

Downloads

Publicado

2022-07-28

Como Citar

1.
Alcantara LL de M, Tomazelli J, Zeferino FRG, Oliveira BFA de, Azevedo e Silva G. Tendência Temporal da Cobertura de Mamografias no Sistema Único de Saúde, Brasil, 2010-2019. Rev. Bras. Cancerol. [Internet]. 28º de julho de 2022 [citado 8º de agosto de 2022];68(3):e-052407. Disponível em: https://rbc.inca.gov.br/index.php/revista/article/view/2407

Edição

Seção

ARTIGO ORIGINAL