Covid-19 e Câncer: Atualização de Aspectos Epidemiológicos

  • Jeniffer Dantas Ferreira Doutora. Enfermeira. Divisão de Vigilância e Análise de Situação da Coordenação de Prevenção e Vigilância (Conprev) do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA). Rio de Janeiro (RJ), Brasil.
  • Fernanda Cristina da Silva de Lima Mestre. Estatística. Divisão de Vigilância e Análise de Situação. Conprev/INCA. Rio de Janeiro (RJ), Brasil.
  • Julio Fernando Pinto Oliveira Mestre. Estatístico. Divisão de Vigilância e Análise de Situação. Conprev/INCA. Rio de Janeiro (RJ), Brasil.
  • Marianna de Camargo Cancela Doutora. Cirurgiã-dentista. Divisão de Vigilância e Análise de Situação. Conprev/INCA. Rio de Janeiro (RJ), Brasil.
  • Marceli de Oliveira Santos Doutora. Estatística. Divisão de Vigilância e Análise de Situação. Conprev/INCA. Rio de Janeiro (RJ), Brasil. http://orcid.org/0000-0001-5197-2019
Palavras-chave: Neoplasias, Vírus da SARS, Infecções por Coronavírus, Epidemiologia, Pandemias

Resumo

Introdução: A doença causada pelo novo coronavírus (Covid-19) é atualmente um problema mundial de saúde pública. A idade avançada, sexo masculino, histórico de tabagismo e presença de comorbidades, entre as quais, o câncer, foram relatados na literatura como fatores associados ao pior prognóstico da doença. Objetivos: Revisar a literatura acerca da infecção pelo novo coronavírus em indivíduos portadores de neoplasias malignas e atualizar os aspectos epidemiológicos da doença em pacientes oncológicos. Método: Revisão de trabalhos publicados em periódicos científicos que abordavam os aspectos epidemiológicos da infecção por coronavírus em pacientes oncológicos por meio de termos do Medical Subject Headings (MeSH) e dos Descritores em Ciências da Saúde (DeCs) na base de dados MEDLINE/PubMed. Resultados: Pacientes com câncer apresentam piores resultados clínicos quando comparados à população geral. Conclusão: Pacientes oncológicos idosos, portadores de câncer de pulmão, ou que se submeteram à cirurgia oncológica ou à quimioterapia recentes ao diagnóstico de Covid-19 apresentaram maior suscetibilidade ao desenvolvimento da infecção grave.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-05-14
Como Citar
1.
Dantas Ferreira J, da Silva de Lima FC, Pinto Oliveira JF, de Camargo Cancela M, de Oliveira Santos M. Covid-19 e Câncer: Atualização de Aspectos Epidemiológicos. Rev. Bras. Cancerol. [Internet]. 14º de maio de 2020 [citado 5º de agosto de 2021];66(TemaAtual):e-1013. Disponível em: https://rbc.inca.gov.br/revista/index.php/revista/article/view/1013