Estimativa de Incidência de Câncer no Brasil, 2023-2025

Autores

  • Marceli de Oliveira Santos Instituto Nacional de Câncer (INCA), Coordenação de Prevenção e Vigilância (Conprev), Divisão de Vigilância e Análise de Situação. Rio de Janeiro (RJ), Brasil. https://orcid.org/0000-0001-5197-2019
  • Fernanda Cristina da Silva de Lima Instituto Nacional de Câncer (INCA), Coordenação de Prevenção e Vigilância (Conprev), Divisão de Vigilância e Análise de Situação. Rio de Janeiro (RJ), Brasil. https://orcid.org/0000-0002-7815-4304
  • Luís Felipe Leite Martins Instituto Nacional de Câncer (INCA), Coordenação de Prevenção e Vigilância (Conprev), Divisão de Vigilância e Análise de Situação. Rio de Janeiro (RJ), Brasil. https://orcid.org/0000-0001-5016-8459
  • Julio Fernando Pinto Oliveira Instituto Nacional de Câncer (INCA), Coordenação de Prevenção e Vigilância (Conprev), Divisão de Vigilância e Análise de Situação. Rio de Janeiro (RJ), Brasil. https://orcid.org/0000-0002-9187-527X
  • Liz Maria de Almeida Instituto Nacional de Câncer (INCA), Coordenação de Prevenção e Vigilância (Conprev), Divisão de Vigilância e Análise de Situação. Rio de Janeiro (RJ), Brasil. https://orcid.org/0000-0002-6132-9358
  • Marianna de Camargo Cancela Instituto Nacional de Câncer (INCA), Coordenação de Prevenção e Vigilância (Conprev), Divisão de Vigilância e Análise de Situação. Rio de Janeiro (RJ), Brasil. https://orcid.org/0000-0002-8169-8054

DOI:

https://doi.org/10.32635/2176-9745.RBC.2023v69n1.3700

Palavras-chave:

neoplasias/epidemiologia, neoplasias/mortalidade, incidência, estatística, Brasil

Resumo

Introdução: O câncer é um problema de saúde pública mundial. Na última década, houve um aumento de 20% na incidência e espera-se que, para 2030, ocorram mais de 25 milhões de casos novos. Estimativas do número de casos novos de câncer são uma ferramenta poderosa para fundamentar políticas públicas e alocação racional de recursos para o combate ao câncer. A vigilância do câncer é um elemento crucial para planejamento, monitoramento e avaliação das ações de controle do câncer. Objetivo: Estimar e descrever a incidência de câncer no país, Regiões geográficas, Unidades da Federação, Distrito Federal e capitais, por sexo, para o triênio 2023-2025. Método: As informações foram extraídas do Sistema de Informação sobre Mortalidade e dos Registros de Câncer de Base Populacional. Foram estimados os casos novos e suas respectivas taxas de incidência pelos modelos de predição tempo-linear ou pela razão de incidência e mortalidade. Resultados: São esperados 704 mil casos novos de câncer para o triênio 2023-2025. Excetuando o câncer de pele não melanoma, ocorrerão 483 mil casos novos. O câncer de mama feminina e o de próstata foram os mais incidentes com 73 mil e 71 mil casos novos, respectivamente. Em seguida, o câncer de cólon e reto (45 mil), pulmão (32 mil), estômago (21 mil) e o câncer do colo do útero (17 mil). Conclusão: No Brasil, por suas dimensões continentais e heterogeneidade, em termos de território e população, o perfil da incidência reflete a diversidade das Regiões geográficas, coexistindo padrões semelhantes ao de países desenvolvidos e em desenvolvimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Sung H, Ferlay J, Siegel RL, et al. Global cancer statistics 2020: GLOBOCAN estimates of incidence and mortality worldwide for 36 cancers in 185 countries. CA Cancer J Clin. 2021;71(3):209-49. doi: https://doi.org/10.3322/caac.21660 DOI: https://doi.org/10.3322/caac.21660

Wild CP, Weiderpass E, Stewart BW, editors. World cancer report: cancer research for cancer prevention [Internet]. Lyon (FR): International Agency for Research on Cancer; 2020 [cited 2022 July 3]. Available from: http://publications.iarc.fr/586

SIM: Sistema de Informação sobre Mortalidade [Internet]. Versão 3.2.1.2. Brasília (DF): DATASUS. [data desconhecida] - [acesso 2022 maio 1]. Disponível em: http://sim.saude.gov.br/default.asp

Instituto Nacional de Câncer. Estimativa 2023: incidência de câncer no Brasil. Rio de Janeiro: INCA; 2022 [acesso 2022 ago 1]. Disponível em: https://www.inca.gov.br/sites/ufu.sti.inca.local/files//media/document//estimativa-2023.pdf

Registros de câncer de base populacional [Internet]. Instituto Nacional de Câncer. Rio de Janeiro: INCA. [data desconhecia] - . Tabulador de incidência; 2022 jun 6 [acesso 2022 maio 1]. Disponível em: https://www.inca.gov.br/BasePopIncidencias/Home.action

Atlas On-line de Mortalidade [Internet]. Rio de Janeiro: Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. c1996-2014 - [acesso 2022 ago 1]. Disponível em: https://mortalidade.inca.gov.br/MortalidadeWeb/

TABNET [Internet]. Brasília (DF): DATASUS. c2008 - . Demográficas e socioeconômicas; [acesso 2022 maio 1]. Disponível em: https://datasus.saude.gov.br/informacoes-de-saude-tabnet/

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística [Internet]. Rio de Janeiro: IBGE; [data desconhecida]. Censo 2010: conceitos e métodos; [2021] [acesso 2022 maio 1]. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/estatisticas/sociais/populacao/9662-censo-demografico-2010.html?=&t=conceitose-metodos

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística [Internet]. Rio de Janeiro: IBGE; [data desconhecida]. Projeção da população do Brasil e Unidades da Federação por sexo e idade para o período 2010-2060; 2018 [acesso 2022 ago 1]. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/estatisticas/sociais/populacao/9109-projecao-da-populacao.html?=&t=downloads

Organização Mundial da Saúde. CID-O: Classificação Internacional de Doenças para Oncologia. 3. ed. São Paulo: Fundação Oncocentro de São Paulo; 2005.

Organização Mundial da Saúde. CID-10: Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde. 10. rev. Vol. 1. São Paulo: Edusp; 1997.

Organização Mundial da Saúde. CID-10: Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde. 10. rev. Vol. 2, Manual de instrução. São Paulo: Edusp; 1997.

Ferlay J, Colombet M, Soerjomataram I, et al. Estimating the global cancer incidence and mortality in 2018: GLOBOCAN sources and methods. Int J Cancer. 2019;144(8):1941-53. doi: https://doi.org/10.1002/ijc.31937 DOI: https://doi.org/10.1002/ijc.31937

Ferlay J, Autier P, Boniol M, et al. Estimates of the cancer incidence and mortality in Europe in 2006. Ann Oncol. 2007;18(3):581-92. doi: https://doi.org/10.1093/annonc/mdl498 DOI: https://doi.org/10.1093/annonc/mdl498

Dyba T, Hakulinen T. Comparison of different approaches to incidence prediction based on simple interpolation techniques. Stat Med. 2000;19(13):1741-52. doi: https://doi.org/10.1002/1097-0258(20000715)19:13%3C1741::aid-sim496%3E3.0.co;2-o DOI: https://doi.org/10.1002/1097-0258(20000715)19:13<1741::AID-SIM496>3.0.CO;2-O

Black RJ, Bray F, Ferlay J, et al. Cancer incidence and mortality in the European Union: cancer registry data and estimates of national incidence for 1990. Eur J Cancer. 1997;33(7):1075-107. doi: https://doi.org/10.1016/s0959-8049(96)00492-3 DOI: https://doi.org/10.1016/S0959-8049(96)00492-3

Loos AH, Bray F, McCarron P, et al. Sheep and goats: separating cervix and corpus uteri from imprecisely coded uterine cancer deaths, for studies of geographical and temporal variations in mortality. Eur J Cancer. 2004;40(18):2794-803. doi: https://doi.org/10.1016/j.ejca.2004.09.007 DOI: https://doi.org/10.1016/j.ejca.2004.09.007

R: The R Project for Statistical Computing [Internet]. Version 3.4.1. Vienna (AT): R foundation. [2017] - [cited 2022 July 3]. Available from: https://www.R-project.org

Conselho Nacional de Saúde (BR). Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012. Aprova as diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Diário Oficial da União, Brasília, DF. 2013 jun 13; Seção 1:59.

Arnold M, Rentería E, Conway DI, et al. Inequalities in cancer incidence and mortality across medium to highly developed countries in the twenty-first century. Cancer Causes Control. 2016;27(8):999-1007. doi: https://doi.org/10.1007/s10552-016-0777-7 DOI: https://doi.org/10.1007/s10552-016-0777-7

Bray F, Jemal A, Grey N, et al. Global cancer transitions according to the Human Development Index (2008-2030): a population-based study. Lancet Oncol. 2012;13(8):790-801. doi: https://doi.org/10.1016/S1470-2045(12)70211-5 DOI: https://doi.org/10.1016/S1470-2045(12)70211-5

Conde WL, Silva IV, Ferraz FR. Undernutrition and obesity trends in Brazilian adults from 1975 to 2019 and its associated factors. Cad Saude Publica. 2022;38Suppl 1(Suppl 1):e00149721. doi: https://doi.org/10.1590/0102-311Xe00149721 DOI: https://doi.org/10.1590/0102-311xe00149721

Barros MBA, Medina LPB, Lima MG, et al. Changes in prevalence and in educational inequalities in Brazilian health behaviors between 2013 and 2019. Cad Saude Publica. 2022;38(Suppl 1):e00122221. doi: https://doi.org/10.1590/0102-311X00122221 DOI: https://doi.org/10.1590/0102-311x00122221

Bray F, Ferlay J, Soerjomataram I, et al. Global cancer statistics 2018: GLOBOCAN estimates of incidence and mortality worldwide for 36 cancers in 185 countries. CA Cancer J Clin. 2018;68(6):394-424. doi: https://doi.org/10.3322/caac.21492 DOI: https://doi.org/10.3322/caac.21492

Dunn BK, Woloshin S, Xie H, et al. Cancer overdiagnosis: a challenge in the era of screening. J Natl Cancer Cent. 2022;2(4):235-42. doi: https://doi.org/10.1016/j.jncc.2022.08.005 DOI: https://doi.org/10.1016/j.jncc.2022.08.005

World Health Organization. CureAll framework: WHO global initiative for childhood cancer: increasing access, advancing quality, saving lives. Geneva: WHO; 2021 [cited 2022 Aug 1]. Available from: https://apps.who.int/iris/handle/10665/347370

Lam CG, Howard SC, Bouffet E, et al. Science and health for all children with cancer. Science. 2019;363(6432):1182-6. doi: https://doi.org/10.1126/science.aaw4892 DOI: https://doi.org/10.1126/science.aaw4892

Steliarova-Foucher E, Colombet M, Ries LAG, et al. International incidence of childhood cancer, 2001-10: a population-based registry study. Lancet Oncol. 2017;18(6):719-31. doi: https://doi.org/10.1016/S1470-2045(17)30186-9 DOI: https://doi.org/10.1016/S1470-2045(17)30186-9

Publicado

2023-02-06

Como Citar

1.
Santos M de O, Lima FC da S de, Martins LFL, Oliveira JFP, Almeida LM de, Cancela M de C. Estimativa de Incidência de Câncer no Brasil, 2023-2025. Rev. Bras. Cancerol. [Internet]. 6º de fevereiro de 2023 [citado 19º de julho de 2024];69(1):e-213700. Disponível em: https://rbc.inca.gov.br/index.php/revista/article/view/3700

Edição

Seção

ARTIGO ORIGINAL

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)